HomeBlog

Compilação de trabalhos científicos correlacionando altas temperaturas a redução da produtividade.

  • Temperaturas acima de 40ºC têm efeito adverso na taxa de crescimento, provocam danos à floração e diminuem a capacidade de retenção de vagens. Esses problemas são acentuados com a ocorrência da falta de chuvas.(Fonte: José Renato Bouças Farias - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA)
  • A maturação pode ser acelerada pela ocorrência de altas temperaturas.(Fonte: José Renato Bouças Farias - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA)
  • Temperaturas médias noturnas acima de 27°C causam redução no número de primórdios florais (Parker & Borthwick (1943)
  • A soja floresce antes do tempo em altas temperaturas o que pode acarretar em diminuição na altura da planta, isso pode se agravar caso ocorra insuficiência hídrica (Circular técnica EMBRAPA n°48)
  • Temperaturas acima de 25°C diminuem drasticamente a absorção de CO2 consequentemente diminue a taxa de fotossíntese (Gustavo Ávilla – Tese de mestrado)
  • Temperaturas acima de 40°C em fase de R4, aumenta o número de vagens abortadas. (Molino, Vagen e Kantolic, 2007)
  • Temperaturas acima de 40°C em fase de R4 diminuem o número e o peso de grãos, principalmente sob estresse hídrico. (Molino, Vagen e Kantolic, 2007)

Compilação: Eng. Agro. Fabiano Ricardo Vicente

Leia mais ...

 
Uma pesquisa apontou que o tratamento de sementes de milho com cobre (Cu) e zinco (Zn) pode ser uma boa alternativa aos produtores que lidam com a deficiência das duas substâncias no solo.
Mesmo sendo um dos maiores produtores de milho do mundo, várias regiões do Brasil ainda possuem solos carentes em cobre e zinco como em áreas do Cerrado, por exemplo.
Leia mais ...

Por Renê Gardim

No processo de definição do culpado pelos problemas do meio ambiente, enfiamos nossa cabeça num buraco.

Ao decidir escrever sua história, o homem deu um passo fundamental para chegar ao século 21 no domínio do planeta e em busca de expandir sua influência pelo Cosmo. Mas esqueceu um detalhe importante: a explosão demográfica está obrigando a exploração cada vez maior dos limitados recursos oferecidos pelo nosso meio ambiente e a conta começa a ser cobrada. E o agronegócio vira alvo como sendo o grande vilão.

Leia mais ...

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) declarou emergência fitossanitária em função dos ataques da lagarta Helicoverpa armigera em Goiás e parte de Minas Gerais. A medida incluindo os estados entre as áreas de risco foi publicada nesta quarta-feira (27.11), no Diário Oficial da União (DOU). Com isso, já chega a quatro o total de federações em estado de emergência. No início do mês, o Mapa já havia decretado emergência na Bahia e Mato Grosso.

Leia mais ...